Quinta de redação:Pichação

Quinta de redação:Pichação

Cara, que semana puxada! Fim de período e preparação para as provas mensais pode parecer pesado para os alunos, mas também o é para o professor. MAS dia de quinta é sagrado: parar para refletir sobre um tema de grande discussão e escrever! O tema proposto esta semana pelo Projeto Redação para que escrevamos um texto dissertativo argumentativo foi : A questão da Pichação – arte ou crime? 

Textos motivadores:

Texto I: Lei nacional que aborda a pichação.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12408.htm

Texto II: Reportagem sobre o tema.

http://jornaldotrem.com.br/qual-a-sua-opiniao-sobre-grafite-e-pichacao/

Texto III:

diluvio
Fonte: desdiscursos.blogspot.com 

 

Confira a seguir o meu texto:

Arte naturalmente agressiva

O combate a depredação do patrimônio público é uma das mais difíceis tarefas a serem encaradas pelos gestores. Atualmente a discussão sobre a criminalização direta e o combate ferrenho a poluição visual está em foco. Aqueles que condenam as práticas, como grafite, pichações e propagandas, apoiam-se na Lei de Crimes Ambientais que há anos já considera tais práticas, se realizadas fora dos parâmetros legislativos, crimes. Entretanto, deve-se pensar em maneiras efetivas no combate à ilegalidade.

Há discussões sobre a linha tênue entre arte e poluição: esta denigre e aquela valoriza. Mas, não há consenso quanto ao que pode ou não ser considerado arte. Essa inexatidão conceitual abre brechas para a realização de atos vândalos que prejudicam patrimônios privados e públicos. No Brasil, é comum nas grandes cidades, como em São Paulo, que paredes sejam pichadas e grafitadas sem autorização dos proprietários, e este ato por lei é considerado crime.

Assim como um empresário perde dinheiro tendo que repintar continuamente a fachada de um empreendimento, um gestor também é prejudicado ao ter que direcionar verba pública para recuperar o patrimônio depredado por pichações. A repressão também pode ser motivadora, pois a natureza transgressora do ato impulsiona o praticante, que parece não temer o rigor legislativo.

Em alguns países, a pichação não é considerada crime, mas sim manifestação artística. Essa reclassificação, além de reduzir quantidade de crimes, foi essencial para o impulso nas atrações turísticas. As visitas a muros grafitados e pichados são consideradas passeios interessantes por proporcionar uma visão ampla da cultura local. Os artistas expressam-se de formas abstratas e diferentes e com isso mostram que não há apenas um padrão para o conceito de arte.

Portanto, valorizar todas as formas de arte incluindo a pichação pode ser uma alternativa no combate aos crimes contra o patrimônio público e privado. É evidente a necessidade do rigor legislativo, mas devem-se pensar formas alternativas de punição, como sugestão de oficinas de arte aos transgressores. Descobrir outras formas de expressão artística ou mesmo a forma legal de realização dessas pode contribuir para a redução dos índices de pichos e grafites ilegais, pois o praticante verá sua mensagem sem riscos de ser apagada.

FINALIZANDO

Esse tema é bem legal, inclusive eu indico o podcast nº 97 do Mamilos, em que há uma discussão direta sobre estes assuntos. Eu gostei bastante de dissertar sobre o que está sendo implementado em São Paulo e acho que é necessário um debate mais aprofundado sobre o assunto. de uma coisa eu sei: Não adianta só sair dando tapa na cara do povo, tem que explicar e conversar!

Bom espero que você tenha gostado do meu texto, lembre-se de deixar sua opinião nos comentários ou me escrever um e-mail no dicadoleandro@gmail.com.

Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s